Entre para nossa rede de ação para impedir que os políticos legislem em causa própria:

0 pessoas se inscreveram para impedir que os vereadores de SP nadem de braçada!
VERGONHA! VEREADORES VOTARAM EM TEMPOS DE CRISE UM AUMENTO DE 26,3% EM SEUS PRÓPRIOS SALÁRIOS.

Foram mais de 5 mil e-mails enviados diretamente aos vereadores de SP e muita pressão durante a votação de terça, 20 de dezembro, última sessão de plenária da Câmara Municipal de 2016, para impedir que os vereadores aumentassem seus PRÓPRIOS salários de R$ 15 mil para quase R$ 19 mil e trouxesse um gasto extra de R$ 10,4 milhões aos cofres públicos nos próximos 4 anos.

Apesar da garantia dada no dia anterior pelo vereador Donato, presidente da Câmara, quando pressionado por nós via Facebook, de que não iria colocar o projeto para votação, um grupo de vereadores se organizou nos bastidores para reincluir a proposta na pauta via um requerimento assinado por 28 deles. Depois disso, iniciou-se a votação e em minutos, de forma vergonhosa, eram 30 votos a favor do aumento e 11 votos contra.

Esse resultado mostra mais uma vez que para a maioria dos vereadores da Câmara o interesse privado está acima do interesse público. Um absurdo em um momento tão conturbado de crise econômica, cortes de gastos sociais e mais de 3 milhões de desempregados em todo o estado de São Paulo.

Dessa vez não deu! Mas continuaremos atentos e prontos para agir por uma Câmara que respeite o dinheiro público e privilegie os interesses de nós cidadãos. Se você quiser se juntar a essa rede de fiscalização e pressão no poder público inscreva-se neste formulário para continuar recebendo oportunidades de agir por uma São Paulo mais justa, transparente e melhor pra todos!


Juntos podemos fazer de São Paulo
uma cidade melhor








POR QUE A MINHA SAMPA ABRAÇOU ESSA MOBILIZAÇÃO?

A Minha Sampa acredita numa cidade mais justa, inclusiva e participativa. É inconcebível que num momento de crise econômica, desemprego, queda na arrecadação de impostos e redução substancial no número de secretarias essa proposta tenha prioridade na discussão da Câmara Municipal e apoio de tantos parlamentares.

Nós já nos mobilizamos quando os Conselheiros do Tribunal de Contas do Município tentaram aprovar um projeto que aumentava seus salários para mais de 30 mil reais e também nos organizamos contra a Lei do Cabide, que autorizava a contratação de mais 660 assessores, 12 para cada vereador. Acreditamos que o foco dos gastos públicos deve ser na melhoria dos serviços oferecidos à população e que cada real conta. Mais do que nunca, esse é o momento de focarmos no interesse público, e os vereadores deveriam dar o exemplo.

Quer ajudar a Minha Sampa a continuar esse trabalho no ano que vem? Então acesse: apoie.minhasampa.org.br